Páginas

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Com Cadastro Positivo, consumidor terá maior oferta de crédito, diz SPC Brasil

Bancos irão compartilhar informações com o SPC a partir desta quinta-feira. Novo sistema deve derrubar juros e reduzir a inadimplência

Cadastro Positivo

Um sistema de concessão de crédito justo em que os bons pagadores são valorizados. Esse é o principio que rege o Cadastro Positivo, que já vigora desde janeiro deste ano, mas que entrará em nova fase de implantação a partir desta quinta-feira (1/8), com o início do compartilhamento de informações dos bancos com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e demais bureaux do mercado.

Com a operação do Cadastro Positivo, que reunirá informações sobre o histórico de pagamentos em dia dos consumidores, a expectativa é de que o processo de avaliação e concessão de crediários e de linhas de financiamentos seja desburocratizado, podendo incidir em redução das taxas de juros e na flexibilização dos prazos para pagamento.

“Com o Cadastro Positivo vamos aperfeiçoar o modelo de concessão de crédito. Será um sistema mais preciso para o lojista, mais assimétrico para o mercado e mais justo para o consumidor”, garante o superintendente do Serviço de Proteção ao Crédito, Nival Martins.

Na avaliação de Martins, outra consequência direta do Cadastro Positivo e da avaliação personalizada do modelo de concessão de crédito será a redução significativa dos índices de inadimplência e de superendividamento. “Essa nova condição, facilita também muito a vida das empresas, uma vez que elas passam a ter a sua disposição uma quantidade muito maior de informações sobre quem está solicitando o crédito”, explica ele.

Uma nova realidade com o Cadastro Positivo

Até a criação do Cadastro Positivo, o que exisitia no Brasil era o chamado ‘cadastro negativo’, utilizado para checar o histórico de inadimplência. O Cadastro Positivo inverte essa realidade para o mercado de crédito. Os dados utilizados pelo SPC passam a informar, também, a pontualidade do consumidor no pagamento de suas contas, listando os bons pagadores e aqueles que cumpriram seus compromissos em dia. A adesão ao cadastro é opcional e gratuita. Além disso, o consumidor pode solicitar a retirada do seu nome a qualquer momento.

“No modelo anterior, o bom pagador ficava anônimo porque o sistema se limitava ao arquivamento de informações sobre a inadimplência. Nessa nova fase, o consumidor poderá ter no seu cadastro o histórico de pagamentos de todos os negócios realizados a partir da sua adesão”, explica Martins.

Com o Cadastro Positivo, o Brasil supera uma das principais barreiras que impedia a modernização do seu sistema de crédito. Vale destacar que o Brasil foi o último país do G20 e dos Brics a aprovar o cadastro positivo. Em outros países a implantação do sistema trouxe benefícios significativos para a economia. Nos Estados Unidos, por exemplo, o acesso a financiamentos subiu de 40% para 80% e na Coreia do Sul, a inadimplência das famílias passou de 10% para apenas 1% após a implantação de um sistema semelhante.

Desde o início do ano, o SPC Brasil tem disponibilizado formulários para a captação de consumidores interessados em aderir ao Cadastro Positivo.

O que é o Cadastro Positivo?

É um banco de dados com informações sobre o histórico de pagamentos de consumidores. O Cadastro Positivo vai facilitar o processo de avaliação e concessão de crédito, tornando-o mais seguro, justo e assertivo. Para o consumidor, uma das vantagens é a agilidade na aprovação de crédito, uma vez ele que poderá ser reconhecido como bom pagador.

Quais informações integrarão o Cadastro Positivo?

Informações sobre empréstimos pessoais, financiamentos e crediários. Além de dados sobre o comportamento de pagamento das contas de consumo, como água, gás, telefone fixo e luz.

Quem pode participar?

Qualquer pessoa emancipada ou com mais de 18 anos que tenha assinado a autorização de adesão ao Cadastro Positivo.

O consumidor cadastrado pode sair da lista quando quiser?

Sim, o cadastrado poderá solicitar a sua retirada do Cadastro Positivo a qualquer momento.

Como se inscrever no Cadastro Positivo?

O consumidor deve fazer o download do formulário no site do SPC, preenchê-lo e entregar pessoalmente em qualquer posto de atendimento do SPC (consultar a unidade mais próxima) ou enviá-lo por correspondência para a sede do SPC (Leôncio de Carvalho, 234, 5º andar, CEP: 04003-010);
Assinar o termo de adesão ao Cadastro Positivo do SPC Brasil em qualquer agência bancária;
A adesão online estará disponível no site do SPC ainda no segundo semestre de 2013.

Serviço de Atendimento ao Consumidor

A central de atendimentos do SPC Brasil está disponível das 8h às 18h de segunda a sexta-feira para orientar os consumidores sobre como aderir ao Cadastro Positivo. Telefone: (11) 4063-470

Benefícios do Cadastro Positivo

Possibilidade de redução de juros a partir da análise do histórico de pagamento do cliente e critério de avaliação da empresa;
Redução da inadimplência e do superendividamento, uma vez que a empresa passa a ter acesso aos hábitos de pagamento do consumidor;

Melhora da avaliação das condições de pagamento do consumidor, de forma mais justa e completa, reduzindo a assimetria das informações;
Possibilitar a ‘bancarização’ das classes menos favorecidas, como a C e D; 

Fonte: Assessoria de Imprensa da CNDL