Páginas

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Comércio estima crescimento de 5% nas vendas para o Natal, segundo projeções da CNDL e do SPC Brasil

Projeção é da CNDL e SPC Brasil, com base no pagamento do 13º salário

Compras de Natal
Se as expectativas se confirmarem, este será o melhor Natal para o comércio varejista dos últimos dois anos
O comércio varejista estima que as vendas a prazo para o Natal vão crescer mais este ano do que nos anteriores. Nesta terça-feira, a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) divulgaram projeção de crescimento de 5% nas vendas na data neste ano em comparação a 2012.
Se as expectativas se confirmarem, este será o melhor Natal para o comércio varejista dos últimos dois anos. Nos anos anteriores, as expansões foram de 2,37% (2012), de 2,33% (2011) e de 10,89% (2010). O otimismo do setor se apoia na expansão dos recursos que serão injetados na economia este ano com o pagamento do 13º salário. Segundo o Dieese, serão pagos R$$ 143 bilhões este ano, um crescimento de 9,8% em relação a 2012.
EmpregosO presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, avalia que o aumento desse valor acontece devido ao maior número de pessoas empregadas no Brasil, somado ao arrefecimento da inflação. Mas com o aumento da taxa básica de juros, a Selic, a entidade estima que as compras à vista devem ganhar mais espaço neste ano.
Isso porque os consumidores estão mais preocupados em comprometer o próprio orçamento com compras parceladas. “O fato é que as pessoas estão mensurando mais a relação orçamento livre versus comprometimento. Por isso, as compras a vista devem ganhar mais espaço. Já aqueles que optarem pelas compras a prazo optarão por dividi-las em prazos menores” avalia Pellizzaro.
No varejo local, os lojistas preferem esperar um pouco mais para um pronunciamento a respeito das vendas natalinas. Em geral, eles tendem a endossar as projeções feitas pela Confederação Nacional dos Lojistas, mas, por enquanto, a cautela tem permeado o representante da entidade no Amazonas, empresário Ezra Benzion.
Fim de anoNesta terça (5), questionado sobre a expectativa otimista da CNDL, Benzion lançou mão dessa estratégia, alegando que o FCDL-AM aguarda uma pesquisa para se posicionar de forma mais consistente sobre o Natal deste ano no comércio varejista de Manaus. “Normalmente a nossa previsão é bastante semelhante com a nacional, porém estamos aguardando a nossa pesquisa de consumo, que deve sair por volta do dia 15, para podermos estimar como deve se comportar as vendas de Natal, levando em conta as particularidades locais, como o pagamento do décimo terceiro salário, o índice de inadimplência e o quanto o consumidor amazonense está disposto a gastar esse ano”, disse Ezra Benzion, da FCDL-AM.
Fonte: A Crítica.com