Páginas

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Garanhuns ganha sua primeira Casas Bahia


A cidade Garanhuns ganhou, na manhã de ontem (4), a primeira unidade da Casas Bahia. Esta é a sexta unidade da varejista em Pernambuco, onde já emprega mais de 200 pessoas. De acordo com a empresa, a inauguração faz parte do plano de expansão da rede varejista no Nordeste, região que encerrará o ano de 2013 com mais de 60 lojas da bandeira e geração de empregos superior a dois mil postos de trabalho.

A rede varejista informou que a nova loja apresenta um mix completo de 10 mil itens nas categorias de eletrodomésticos, eletroportáteis, eletrônicos e móveis, distribuídos em mais de 1,6 mil metros quadrados de área de vendas. Os consumidores também vão encontrar lançamentos do mercado, serviços de qualidade, ofertas e facilidades no pagamento.


Para oferecer um atendimento personalizado aos clientes, a Casas Bahia investiu na contratação de 25 colaboradores recrutados na própria região. Todos foram preparados para apresentar as tendências de móveis e eletrodomésticos, além das novidades no mundo digital, com tablets, smartphones e TV´s de última geração.

Durante a inauguração, foram distribuídos brindes aos clientes além de descontos e condições especiais de pagamento, sem entrada e no carnê. A Casas Bahia de Garanhuns funcionará de segunda à sábado, das 8h às 18h.

Nordeste 

Além das lojas, a Casas Bahia consolidou seu parque logístico durante os quatro anos e meio de operação no Nordeste. Hoje, a rede tem um Centro de Distribuição em Camaçari (BA), outro em Natal (RN) e utiliza um espaço de 4 mil metros quadrados do Centro de Distribuição do Grupo Pão de Açúcar, em Fortaleza. 

Estas instalações dão suporte para o abastecimento das lojas e entrega com mais eficiência aos clientes. A empresa também criou células de contratação de pessoas em algumas praças e tem como prática investir constantemente em treinamentos e capacitação. Atualmente, conta com um quadro de cerca de dois mil colaboradores no Nordeste, contribuindo para a geração de empregos e renda nas localidades em que está presente.



Fonte: Diário de Pernambuco